Type

Database

Creator

Date

Thumbnail

Search results

11 records were found.

A esmagadora maioria das relações soçobra por excesso de eufemismos. Por alguém dizer “incomoda-me” quando devia dizer “deixa-me devastado”; por alguém dizer “peço-te que me expliques” quando devia dizer “exijo-te uma puta de uma explicação”; por alguém dizer “gostaria que não voltasses a fazer..
Emocionante sensual e doce um romance a duas vozes tremendamente intenso - capaz de fazer o leitor perceber profundamente qual é afinal o poder do amor. Estarão todos à altura de o sentir? Ela chegou pousou a mala. Ele no sofá olhou-a. Sorriram. Ela aproximou-se dele. Passou-lhe a mão pelo rosto. Sorriram. Ele abriu os braços aconchegou-a como se aconchega a vida. E viveram..
«Quando se ama naquele exacto segundo em que se ama tem de se acreditar que é para sempre. Mais: tem de se ter a certeza de que é para sempre. Amar mesmo que por segundos mesmo que por instantes é para sempre. E é isso essa sensação de segundos ou de minutos ou de dias ou de horas ou de anos ou meses que é para sempre. Ama. Ama por inteiro. Ama sem nada pelo meio. Ama ama ama ama. Ama. Porque é só por aquilo que te faz perder a respiração que vale a pena respirar.A verdadeira fusão não é a de duas pessoas que se amam – é a de duas pessoas que se exploram. Eu quero explorar-te toda. Eu exijo explorar-te toda. E sem sequer direito a indemnização ou discussão. Explorar-te toda. E exijo – Deus te livre de não o fazeres – ser explorado todo. Não deixes nada por tocar nada por sentir nada por escravizar. Não deixes nada por viver: nada por m...
Um romance perturbador. Um homem perdidamente apaixonado procura uma mulher que só ele vê e que só Ele acredita existir. Conseguirá encontrá-la?Tudo o que fiz foi para ela com ela por ela. Tudo o que existe só existe em ela: por dentro do que ela me deixa ver por dentro do que ela me deixa sentir. Sei que sou estranho maluco demente imbecil estúpido cabrão sacana traidor. Sei que sou tudo o que me quiserem chamar.Mas o que nunca vou deixar de ser é dela. Porque o espaço do que ocupo é o espaço que sobra do que ela me ocupa.
Trinta mil dias a olhar-te dormir a saber o frio ou o calor do teu corpo a perceber o que te doía por dentro a amar cada ruga a mais que ia aparecendo. Trinta mil dias de eu e tu desta casa que um dia dissemos que seria nossa (que será de uma casa que nos conhece tão bem quando já aqui não estivermos para a ocupar?) das dificuldades e dos anseios dos nossos meninos a correr pelo corredor da saudade de nos sabermos sempre a caminho de sermos só nós. Trinta mil dias em que tudo mudou e nada nos mudou das tuas lágrimas tão bonitas e tão tristes das poucas vezes em que a vida nos obrigou a separar. Trinta mil dias minha celha resmungona e adorável. Eu e tu e o mundo e todos os velhos que um dia conhecemos já se foram com a velhice. Nós ainda aqui estamos trinta mil dias depois juntos como sempre. Juntos para sempre. Trinta mil dias em que ...
Trinta mil dias a olhar-te dormir a saber o frio ou o calor do teu corpo a perceber o que te doía por dentro a amar cada ruga a mais que ia aparecendo. Trinta mil dias de eu e tu desta casa que um dia dissemos que seria nossa (que será de uma casa que nos conhece tão bem quando já aqui não estivermos para a ocupar?) das dificuldades e dos anseios dos nossos meninos a correr pelo corredor da saudade de nos sabermos sempre a caminho de sermos só nós. Trinta mil dias em que tudo mudou e nada nos mudou das tuas lágrimas tão bonitas e tão tristes das poucas vezes em que a vida nos obrigou a separar. Trinta mil dias minha celha resmungona e adorável. Eu e tu e o mundo e todos os velhos que um dia conhecemos já se foram com a velhice. Nós ainda aqui estamos trinta mil dias depois juntos como sempre. Juntos para sempre. Trinta mil dias em que ...
«Prometo perder. Prometo por vezes fraquejar por vezes cair por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como tu me pedes de te dar exatamente o que merecias que te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir também. Prometo perder. Prometo ainda manter-me vivo depois de cada derrota resistir ao peso insustentável de cada impossibilidade. Há-de haver momentos em que sem querer te magoarei momentos em que sem querer tocarei no lado errado da ferida. Mas o que nunca vai acontecer é desistir só porque perdi parar só porque é mais fácil ceder só porque dói construir. Prometo perder. Porque só quem ama corre o risco de perder; os outros correm apenas o risco de continuar perdidos. Prometo perder. Porque só quem n...
Uma sátira dos tempos modernos.Um homem é chamado para uma inspecção numa sombria Repartição de Finanças. É lá que se vai iniciar uma viagem sem retorno pelos mais obscuros segredos pelos mais íntimos medos pelos mais imorais desejos. Afinal de contas o que acontece na Repartição fica na Repartição. Um livro carregado de ironia mas também de emoção. Uma sátira dos tempos modernos em que nem tudo é o que parece. Mas alguma vez o é? Prometo amar-te na saúde na doença e na dívida fiscal.
Promete que vais errar. Promete que vais cair. Promete que nunca serás o mesmo exactamente o mesmo de cada vez que a vida te passar à frente. Promete que vais arriscar promete que vais sentir. Promete que vais mexer-te todos os dias como um louco a caminho do que desejas a caminho do que desesperadamente te faz dançar saltar rir – ou até chorar penar. O importante da vida parecendo uma redundância é estar vivo. Todos o sabem tu também o sabes. Então porque raios ainda estás parado a ler isto? Vá: mexe-te. Promete amar.
LibrariesLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin sagittis metus metus. Integer in dui ligula. Proin non felis sapien. Nullam egestas arcu vel interdum accumsan. Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Fusce odio odio, dignissim vitae arcu quis, molestie vehicula sapien. Aenean semper odio auctor odio scelerisque tincidunt ut sit amet ligula. Proin hendrerit scelerisque iaculis. Donec gravida est ut nisi commodo varius.
Documentation centerLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin sagittis metus metus. Integer in dui ligula. Proin non felis sapien. Nullam egestas arcu vel interdum accumsan. Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Fusce odio odio, dignissim vitae arcu quis, molestie vehicula sapien. Aenean semper odio auctor odio scelerisque tincidunt ut sit amet ligula. Proin hendrerit scelerisque iaculis. Donec gravida est ut nisi commodo varius.
MuseumsLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin sagittis metus metus. Integer in dui ligula. Proin non felis sapien. Nullam egestas arcu vel interdum accumsan. Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Fusce odio odio, dignissim vitae arcu quis, molestie vehicula sapien. Aenean semper odio auctor odio scelerisque tincidunt ut sit amet ligula. Proin hendrerit scelerisque iaculis. Donec gravida est ut nisi commodo varius.