Tipo

Base de dados

Autor

Data

Texto integral

Resultados de pesquisa

Pesquisou por tavares e foram encontrados 510 registos.

As outras crónicas de Rui Tavares originalmente publicadas na revista «Blitz» abrangendo temas ora intimistas ora filosóficos e culturais. Uma escrita de incomparável valor literário e cultural. No decorrer dos últimos três anos houve um esoaço alternativo para os textos de Rui Tavares: as crónicas da revista «Blitz». A ausência de constrangimentos temáticos e o ritmo de publicação mensal proporcionaram-lhe «liberdade total; mais liberdade do que alguma vez tive na imprensa». E é dessa liberdade traduzida em virtuosismo literário e cultural que os leitores podem agora desfrutar..
Pobre e Mal Agradecido reúne um conjunto de textos de opinião e de crítica nos quais Rui Tavares em estilo fluente que não queremos largar abrange temas tão variados como a religião a política a arte e a literatura o ensino os vícios de pensamento. O seu registo oscila entre a seriedade dos temas e o humor e sarcasmo inerentes a polémicas como a dos crucifixos nas escolas ou a eleição de Cavaco Silva.
Única obra teatral de Urbano Tavares Rodrigues esta peça foi publicada pela primeira vez durante o regime fascista. Tendo como ponto de partida uma situação de absurdo (uma invasão extraterrestre do planeta Terra) Urbano Tavares Rodrigues explora e desenvolve as reacções psicológicas de um grupo de burgueses face a uma situação extrema -a proximidade da morte. Mas a psicologia da multidão em breve cede o lugar a uma espécie de "exame de consciência" revelador das diversas naturezas individuais de cada personagem (sinopse retirada da contracapa do livro)
«Voz plenamente amadurecida quando nos anos 60 a ficção portuguesa está fundamentalmente empenhada na exploração de novos caminhos Urbano Tavares Rodrigues sempre atento à realidade social em mutação e às exigências crescentes do seu ofício de homem de palavras tem em "Imitação da felicidade" e em perfeita sintonia com o que de melhor o período nos deu algumas das páginas mais brilhantes da sua escrita versátil e generosa.» (Fernando J. B. Martinho)
«Alinhavo estas linhas de introdução aos textos que se seguem em Fevereiro de 1975. Ora muitos dos capítulos que constituem o volume agrupados sob a epígrafe Palavras de Combate foram escritos ou nos últimos tempos do fascismo (e só depois publicados em jornal quando não ficaram até agora inéditos) ou logo após o 25 de Abril. Escalonam-se assim ao longo de períodos da vida política portuguesa que hoje numa perspectiva crítica podemos considerar já bem demarcados; e de acordo com as circunstâncias do momento foram então assim me parece palavras de combate [...]" (Urbano Tavares Rodrigues)
«Quase todos estes contos se caracterizam pelo insólito pelo mágico pelo surpreendente. Pairam entre o real e o irreal numa fascinante contradança de amor aventura e desespero. E contudo o social nunca é esquecido. Mas é na segunda parte um conjunto de textos intitulado "Angústia com licor de rosas" que o onírico prevalece e a intensa pulsão poética da escrita de Urbano Tavares Rodrigues ganha contornos de invulgar sedução. Jamais o autor de "O eterno efémero" foi tão longe na devassa do ser humano e dos seus alçapões. Uma luminosa viagem pelos corredores secretos da vida.» (sinopse retirada da contracapa do livro)
BibliotecasLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin sagittis metus metus. Integer in dui ligula. Proin non felis sapien. Nullam egestas arcu vel interdum accumsan. Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Fusce odio odio, dignissim vitae arcu quis, molestie vehicula sapien. Aenean semper odio auctor odio scelerisque tincidunt ut sit amet ligula. Proin hendrerit scelerisque iaculis. Donec gravida est ut nisi commodo varius.
Centro de documentaçãoLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin sagittis metus metus. Integer in dui ligula. Proin non felis sapien. Nullam egestas arcu vel interdum accumsan. Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Fusce odio odio, dignissim vitae arcu quis, molestie vehicula sapien. Aenean semper odio auctor odio scelerisque tincidunt ut sit amet ligula. Proin hendrerit scelerisque iaculis. Donec gravida est ut nisi commodo varius.
MuseusLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin sagittis metus metus. Integer in dui ligula. Proin non felis sapien. Nullam egestas arcu vel interdum accumsan. Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Fusce odio odio, dignissim vitae arcu quis, molestie vehicula sapien. Aenean semper odio auctor odio scelerisque tincidunt ut sit amet ligula. Proin hendrerit scelerisque iaculis. Donec gravida est ut nisi commodo varius.